Material de apoio para o Teste de maio

Para as minhas turmas de 7º Ano, aqui ficam materiais de apoio para estudar para o teste:

Matriz e objetivos

PowerPoint sobre Vulcanismo

PowerPoint sobre Rochas magmáticas e metamórficas

PowerPoint sobre o Ciclo das Rochas

NOTA: no Livro, a matéria a estudar está entre as páginas 100 e 132 do manual  (e matéria correspondente no livro de apoio ao estudo – páginas 31 a 38).

NOTA: publicação atualizada e corrigida…

Material de apoio para o Teste de março/abril

Para as minhas turmas de 7º Ano, aqui ficam materiais de apoio para estudar para o teste:

Matriz e Objetivos

PowerPoint Sismos

NOTA: no Livro, a matéria a estudar está entre as páginas 142 e 159. No Caderno de Atividades, é entre as páginas 39 a 44.

Material de apoio para o Teste de fevereiro

Para as minhas turmas de 7º Ano, aqui ficam materiais de apoio para estudar para o teste:

Matriz e Objetivos

Falhas Dobras

Falhas Dobras 2

Deformação Litosfera

Deriva_Continentes 2

Deriva Tectónica

 

NOTA: no Livro, a matéria a estudar está entre as páginas 62 e 95. No Caderno de Atividades, é entre as páginas 21 e 30.

Material de apoio para o Teste de dezembro

Para as minhas turmas de 7º Ano, aqui ficam materiais de apoio para estudar para o teste:

Objetivos

Rochas Sedimentares

Modelos da Estrutura Interna da Terra

Métodos diretos e indiretos

Deriva dos Continente e Tectónica de Placas

NOTA: no Livro, a matéria a estudar está entre as páginas 28 e 70. No Caderno de Atividades, é entre as páginas 15 e 23.

 

Ida de uma turma (6º A – Escola Correia Mateus) ao PNSAC em 21 e 22 de junho

Na sequência do bom trabalho desenvolvido pelos alunos e professores, vamos repetir uma ida ao Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros com alunos, professores (bem como familiares e amigos destes) em 21 e 22 de junho de 2014 (sábado e domingo, respetivamente).

Esta irá decorrer dentro do Parque Natural, com recurso a dormida na Casa Abrigo do NEL – Núcleo de Espeleologia de Leiria, realização de 3 percursos pedestres e 3 refeições comunitárias partilhadas e ainda uma mini-atividade de espeleologia (Cova da Velha – gruta onde dá para nadar), banho na praia fluvial dos Olhos de Água do Alviela, observação astronómica, recolha de fósseis, visita às Pegadas de Dinossáurios do Bairro e à Gruta de Mira d’Aire.

Para a atividade poder ser feita, teremos de ter:

  • comida trazida por todos, para partilhar;
  • carros dos pais para trazer os alunos até à Casa, no 1º dia;
  • um adulto (além do professor Fernando Martins) para dormir na Casa;
  • carros dos pais para transportar alunos no 2º dia.

As Inscrições serão até 20 de junho (6ª) às 24.00 horas, podendo usar o telefone (960 081 251 ou 244 834 505) ou e-mail ( fjfom@hotmail.com) junto do Pai e Professor Fernando Martins. Podem ainda perguntar o que for preciso ou tirar dúvidas…

No link que se segue, está a folha de apoio, que explica tudo:

O IPMA e o sismo de 28.02.2014

Os 45 Anos do Sismo de 28.02.1969

Isossistas28-02-2014

Assinalam-se os 45 anos do sismo de 28 de fevereiro de 1969. Este sismo ocorreu às 02.40 horas (UTC), com uma magnitude de 8.0 (MW) e epicentro localizado a SW do Cabo de São Vicente, cerca de 230km a SW de Lisboa, podendo ser considerado como o último grande sismo a ocorrer em Portugal Continental, tendo em atenção a conjugação entre a magnitude e os efeitos macrossismicos. Atingiu principalmente a região Sul do país, tendo-lhe sido atribuída uma intensidade máxima VIII (Escala de Mercalli Modificada, 1956) no Algarve e VI-VII na região de Lisboa e noutras localidades do país.

Esta ocorrência provocou alarme e pânico entre a população, cortes na telecomunicações e no fornecimento de energia elétrica. Registaram-se 13 vítimas mortais em Portugal Continental, 2 como consequência direta do sismo, e 11 indiretas. Em Marrocos estão igualmente reportadas algumas vítimas. Foi sentido até 1.300 km do epicentro, particularmente em Bordéus, e nas Canárias.

O sismo teve várias réplicas, tendo a estação WWSSN da Serra do Pilar, Vila Nova de Gaia, registado 47 réplicas entre 28 de Fevereiro e 24 de Março.

O evento foi também sentido em vários navios, principalmente nos que navegavam próximo da zona epicentral, tendo um deles sofrido danos estruturais significativos. Foi ainda gerado um pequeno tsunami que foi observado em diversos marégrafos situados ao longo das costas portuguesas, espanholas e marroquinas, tendo sido registadas amplitudes máximas de 40 cm em Lagos e 45 cm em Cascais.

A rede sísmica nacional que operava na altura tinha uma dimensão bastante reduzida (apenas 3 estações sísmicas e uma estação acelerométrica), tendo este sismo funcionado como factor motivador para um processo de desenvolvimento da mesma, o qual foi feito em diversas etapas até à atualidade.

Relatório, “Os 45 Anos do Sismo de 28/Fev/1969”, elaborado por M. Miranda e F. Carrilho

Material de apoio para o Teste do 9º Ano

Aqui  vai algum material de apoio para o teste do 9º Ano:

Saúde – 9º Ano

Medidas de Promoção da Saúde

Saúde Individual e Comunitária e Promoção da Saúde

Sistema reprodutor humano

Aparelho reprodutor humano

Transmissão da vida

Mais logo coloco mais material, incluindo objetivos…